Onde estão os filhos de Steven Avery agora



Steven Avery in Making a Murderer Netflix De Phil Archbold/6 de maio de 2019 às 16h55/Atualizado: 6 de maio de 2019 às 17:10

O nome Steven Avery é notório em Manitowoc, Wisconsin, mas quando a Netflix lançou um crime documentário sobre sua batalha de décadas com o sistema judiciário, ele se tornou uma sensação global. Em 1985, Avery foi condenada pelo estupro da importante mulher local Penny Beerntsen, que foi atacada enquanto fazia uma corrida perto de sua casa. 18 anos depois, as evidências de DNA combinavam um cabelo encontrado em Beernsten com Gregory Allen, um criminoso que tinha alguma semelhança com Avery. 'Meu testemunho enviou uma pessoa inocente para a prisão', escreveu Beernsten em um artigo publicado pelaThe Marshall Project. 'Eu queria que a terra me engolisse.'

Apenas dois anos após sua libertação, Avery foi acusada pelo assassinato da fotógrafa Teresa Halbach. As circunstâncias sombrias em torno de sua prisão e posterior prisão foram o foco principal deFazendo um Assassino, o vencedor do Emmy docu-series que dominaram o mundo em dezembro de 2015. Os cineastas argumentaram que Avery havia sido condenado erroneamente mais uma vez, retratando o Departamento do Xerife do Condado de Manitowoc como 'não profissional, corrupto e alimentado por vingança', como o jornal de WisconsinPost Crescentcolocá-lo.

o queFazendo um Assassino O que não foi foi falar com o enteado de Avery e quatro filhos biológicos sobre como esses casos os afetaram. Embora a maioria tenha compreensivelmente mantido perfis baixos, alguns deles revelaram detalhes de como a vida tem sido para a família Avery. Uma coisa é certa - não é um piquenique. Aqui é onde estão os filhos de Steven Avery.



Eles raramente o visitam na prisão



Steven Avery in Making a Murderer Netflix

Avery conheceu sua futura esposa, Lori Mathiesen, em 1982, quando ele tinha apenas 19 anos (via Pesado) 'Ela era bonita', disse Avery durante Fazendo um Assassino. 'Lindo, foi o que pensei. Ela tinha uma boa cabeça nos ombros. Ela estava fazendo isso sozinha. Mathiesen teve um filho de um relacionamento anterior, que Avery alegremente assumiu como seu. Em pouco tempo eles eram marido e mulher e, no espaço de três anos, tiveram quatro filhos: as meninas Rachel e Jennifer, seguidas pelos gêmeos Steven Jr. e Bill. No entanto, Avery não conseguiu ver nenhum deles crescer.

Durante os 18 anos em que Avery foi preso indevidamente pelo estupro de Penny Beerntsen, ele só pôde ter contato com seus filhos durante o horário de visita. Este continua sendo o caso durante sua prisão pelo assassinato de Teresa Halbach. No entanto, de acordo com uma ex-noiva, seus filhos raramente o visitam hoje em dia. 'Quando ele estava em Boscobel, sua filha Jenny veio algumas vezes, mas fora isso, seus filhos não vieram', Sandra Greenman (que anteriormente ficou noiva de Avery enquanto ele estava atrás das grades, mas interrompeu quando ele se recusou a aceitar sua fé cristã) disse ao Correio diário. Eles não o conhecem. Eles não cresceram com ele.

Bill pensou que ele era 'um cara muito bom'



Steven Avery in Making a Murderer Netflix

Nenhuma das filhas de Avery cortejou a atenção da mídia desde que seu pai ficou famoso, e seu enteado também manteve a cabeça baixa. No entanto, seus filhos gêmeos estão dispostos a discutir o impacto que a batalha contínua de seu pai com a lei teve sobre eles pessoalmente. Bill e Steven Jr. tinham apenas 10 dias quando Avery estava preso por estupro em 1985, o que significa que eles passaram a grande maioria de suas vidas sem um pai. Bill foi o primeiro a quebrar o silêncio do rádio em 2009, quando se sentou para uma entrevista com FOX 11dois anos após o envio de Avery de volta à prisão pelo assassinato de Teresa Halbach.

'Realmente não me entristece porque ... é tudo o que sei e você não pode perder nada que nunca teve', disse Bill, que tinha 23 anos na época. Ele e seu irmão gêmeo estavam servindo nas forças armadas quando Avery foi a julgamento por assassinato, mas ele se lembra de visitar seu pai com seus irmãos quando eles ainda eram crianças. 'Ele era um cara muito bom', lembrou Bill. 'Ele sempre nos quis junto à mesa para poder colaborar conosco e tudo mais e sempre conversar conosco ... Se nós saíssemos para outra sala, ele gostaria que voltássemos para que ele tivesse a chance de nos veja, mas essas são realmente as únicas lembranças que tenho dele.

Os gêmeos cortam laços quando as visitas à prisão se tornam violentas



Steven Avery in Making a Murderer Netflix

Bill não explicou por que ele e seu irmão pararam de visitar o pai quando ele falou com FOX 11, mas tivemos uma visão muito mais profunda dos filhos gêmeos de Avery quando eles se sentaram comCrime Watch Dailyem 2016. Eles concordaram com a entrevista sob a condição de ter sido conduzida por Melissa Moore, filha de Keith Hunter Jesperson, também conhecido como Happy Face Killer.

Durante a entrevista, Moore perguntou a Steven Jr. que lembranças ele tinha daquelas primeiras visitas à prisão. 'Lembro-me dele nos dando abraços e beijos', disse ele. Acho que a visita durou três horas ou algo assim; Quero dizer, você não pode criar muito vínculo com uma visita de três horas uma vez por mês. De acordo com Steven Jr., o relacionamento dele e de Bill com Avery se deteriorou quando eles começaram a ficar um pouco mais velhos, dizendo: 'Eu e meu irmão, tínhamos TDAH, então nunca paramos; sempre incomodando outros presos durante suas visitas com a família. Meu pai acabou ficando chateado, então nos espancou.

Isso era apenas disciplina antiquada ou Avery estava fora de controle? 'De certa forma, um pouco dos dois', disse Bill. - Eu estava cansado disso, sendo jovem e saber que você vai subir lá e levar uma surra. Os gêmeos revelaram que um carta ameaçadoraAvery supostamente enviado para sua mãe foi a gota d'água. Steven Jr. disse: 'Se você ama alguém, não o ameaça assim'.


galeria de fotos demi lovato

Viver com o nome Avery



Steven Avery in Making a Murderer Netflix

Quando a primeira temporada deFazendo um Assassinofoi lançado em 2015, a vida cotidiana dos filhos de Steven Avery mudou para sempre. Agora é difícil para eles irem a qualquer lugar sem enfrentar perguntas de estranhos, mas o triste fato é que eles lidam com críticos locais há muito, muito tempo. Bill foi o primeiro a fazer alusão a isso, revelando como era viver em Wisconsin com o nome de Avery. `` Se formos comprar um maço de cigarros e eles nos enviarem um cartão, eles o veriam e veriam nosso nome e ficariam tipo 'Ah, então você é um Avery?' '', Disse Bill. FOX 11. 'Isso acontece com bastante frequência, na verdade.'

Quando o pai deles foi exonerado depois de 18 anos atrás das grades, foi um doce alívio para os meninos. 'Meu sobrenome ficou melhor', disse Steven Jr.Crime Watch Daily. 'Depois que ele foi exonerado, muitas pessoas, de certa forma, se juntaram ao nosso lado ... Foi bom.' No entanto, quando Avery estava preso novamente, os problemas voltaram. Steven Jr. confirmou que esse tratamento injusto ainda estava em andamento em 2016, dizendo: 'Muitas pessoas o associam a, tipo, somos um monte de criadores de problemas, somos, tipo, pessoas más, não o fazemos se preocupam com a lei. Ele acrescentou: 'A arrogância das pessoas é como' Os pecados do pai caem sobre o filho ', o que não deve ser assim'.

Eles lutam para conseguir trabalho



Steven Avery in Making a Murderer Netflix

Tanto Bill quanto Steven Jr. Avery afirmam que ser filho de um assassino condenado limitou severamente suas oportunidades de emprego ao longo dos anos. Enquanto os dois irmãos serviram no exército - Steven Jr. fez uma turnê no Iraque, e Bill completou duas - encontrar empregos civis regulares aparentemente foi um pouco complicado. 'Agora é extremamente difícil conseguir um emprego sem ser ridicularizado, ou apenas mostrar nossa identidade sem que alguém olhe para nós e espere que puxemos uma arma ou algo assim', disse Bill.FOX 11em 2009, apenas um ano depois que ele deixou as forças armadas e voltou para casa no condado de Manitowoc.

Sete anos depois, o irmão de Bill confirmou que sua luta para manter empregos continuava sem fim à vista. Segundo Steven Jr., a palavra na videira Manitowoc era que algumas empresas haviam colocado na lista negra os garotos Avery, recusando-se a considerá-los para posições. 'Eu e meu irmão, solicitamos esta empresa de segurança. Estávamos mais do que qualificados para isso ', disse Melissa Moore emCrime Watch Daily. `` Tudo isso é boato, mas um dos principais caras que trabalha lá foi como, 'Será um dia frio no inferno antes que eles sejam contratados' '.

O que eles acham de Fazer um Assassino?



Steven Avery in Making a Murderer Netflix

A família Avery está sob um intenso foco desde então Fazendo um Assassinotrouxe o caso de Steven Avery à atenção de todo o mundo. Para os filhos gêmeos de Avery, o burburinho causado pela série docu de enorme sucesso foi agridoce. 'É uma droga ter tudo aberto assim', disse Steven Jr.Crime Watch Daily. 'Ao mesmo tempo, é bom porque muitas pessoas conseguem ver ... um pouco de uma imagem maior.'

Nenhum dos gêmeos realmente assistiuFazendo um Assassinoantes da entrevista com Melissa Moore, que trouxe um laptop para que eles finalmente pudessem ver o motivo de toda essa confusão. Eles assistiram a uma cena do primeiro episódio que cobria uma troca de cartas entre a mãe e o pai, em que Avery prometeu à mãe de seus filhos que ele a mataria se ela não trouxesse as crianças para vê-lo. Bill tinha 'sentimentos confusos' sobre o que viu. 'Eu me preocupo muito com minha mãe, então isso me faz olhar para ele diferente', disse ele. Steven Jr. acrescentou: 'Eu concordo com ele. Ele diz que a ama, que ele sempre a amou, que ele nos ama. Eu sei que ele ama, mas ele também está mostrando isso de maneira errada. Pelo que viram, os dois gêmeos concordaram que Fazendo um Assassinono final, retratou Avery no que Moore chamou de 'luz compreensiva'.

Eles acham que ele é culpado?



Bill Avery, Steven Jr. Avery on Crime Watch Daily Escapar

É uma pergunta que todas as crianças Avery sem dúvida enfrentaram inúmeras vezes. Quando FOX 11perguntou a Bill se seu pai era culpado pelo assassinato de Teresa Halbach em 2009, ele disse: 'Ele poderia ter feito isso, mas acho que não. Acho que ele foi apenas mais ou menos enquadrado por alguém. Ele cantou a mesma música quando se abriu durante suaCrime Watch Dailyentrevista sete anos depois, apontando para o pagamento de vários milhões de dólares que Avery era devido a sua condenação anterior por injúria. Na verdade, eu pensei que ele era inocente. Porque comigo, se eu estivesse recebendo tanto dinheiro, não faria absolutamente nada ... simplesmente não faz sentido para mim.

Infelizmente, as verdadeiras circunstâncias que cercam a morte de Teresa Halbach podem nunca se tornar claras - algo que Steven Jr. aceitou. 'Não faço ideia', ele disse quando Melissa Moore perguntou se ele achava que seu pai havia matado o fotógrafo. - Quero dizer, apenas uma pessoa pode responder e isso seria Teresa, mas ela não pode mais responder. O que ele acredita, no entanto, é que algo não estava certo sobre a maneira como as autoridades vieram depois de Avery. 'A única coisa que sei é que todo o caso foi muito sombrio', disse Steven Jr.. 'Está claro que houve corrupção.'


valor líquido da cerveja madison

Avery supostamente entrou em 'modo de fúria total' às vezes



Bill Avery on Crime Watch Daily Escapar

Enquanto Bill fez um argumento sólido pela inocência de seu pai durante oCrime Watch DailyEspecial, ele admitiu que pode haver uma pequena chance de seu pai ter assassinado Teresa Halbach. O filho de Avery alegou anteriormente que ele cortou laços com o pai depois que ele começou a espancá-lo durante as visitas à prisão. No entanto, isso foi aparentemente apenas a ponta do iceberg quando se tratava de suas alegadas explosões violentas. 'Eu sei que ele tem problemas de raiva ... Ele simplesmente explode e entra no modo de raiva total', disse Bill a Melissa Moore, que por sua vez perguntou se era possível que ele entrasse no modo de raiva com Halbach. 'Sim, eu acho', respondeu Bill.

Quando se trata dos 18 anos em que Avery foi injustamente preso pelo estupro de Penny Beerntsen, no entanto, Bill está 100% atrás de seu pai. 'Eu realmente me sinto mal por ele', ele disse. 'Porque eu penso se isso aconteceria comigo, exatamente como, você sabe, bravo e bravo [eu ficaria] ... E para saber tudo o que foi preciso foi um teste de DNA. Acho que ele mereceu ser libertado muito antes. De acordo comGreen Bay Press Gazette, Gregory Allen (o homem que cometeu o estupro violento pelo qual Avery foi preso) tornou-se elegível para liberdade condicional em 2016, duas décadas em uma sentença de 60 anos.

Eles querem que funcionários corruptos enfrentem pena de prisão



Melissa Moore, Steven Avery Jr., Bill Avery on Crime Watch Daily Escapar

Quando Penny Beerntsen descobriu que havia apontado o dedo para um homem inocente após seu estupro em 1985, ficou mortificada, mas admitiu ter cometido um grande erro - algo que a lei aparentemente se recusou a fazer. 'Uma das coisas que realmente me incomodou é que eu fui uma das únicas pessoas que se desculpou com Steve', disse ela (via The Marshall Project) 'Seria bom se o promotor e o xerife dissessem: 'Na verdade, todos entendemos errado.' Eu senti como se fosse o único a assumir qualquer responsabilidade.

Os filhos de Avery, é claro, têm todo o direito de ficar zangados com um erro tão grave na justiça. No entanto, seu rancor não está no próprio estado, mas em um grupo seleto de pessoas que eles acreditam que arruinou a vida de seu pai. 'Não estou bravo com o estado', disse Steven Jr. Crime Watch Daily. 'Não é o município ou não é o estado que fez isso; são as pessoas que estão encarregadas disso. Eles desperdiçaram 18 anos da vida de um homem sem motivo, porque não queriam fazer seu trabalho corretamente. Se eles plantaram evidências, se fizeram todas essas coisas, isso está realmente errado. Tirar a vida de um homem? Eles merecem [cumprir o tempo]. '

Será que eles nunca deixarão Avery voltar para suas vidas?



Bill Avery, Steven Avery Jr., Melissa Moore on Crime Watch Daily Escapar

Bill e Steven Jr. Avery eram adolescentes quando o pai foi exonerado e saiu da prisão. No entanto, Steven Avery estava de volta atrás das grades antes que eles pudessem realmente recuperar o tempo perdido. A verdade é que nenhum dos filhos de Avery pode afirmar realmente conhecê-lo nesta fase. 'Talvez eu tente ter um relacionamento com ele; Ainda não sei a essa altura ', disse Steven Jr. Crime Watch Daily, acrescentando: 'Ele merece me conhecer. Sou filho dele, mesmo que não o veja como pai. Eu nunca poderia. Quero dizer, eu sou um homem de 30 anos, é meio tarde na vida para conseguir um vínculo enorme como esse, mas estou disposto a ... tentar. Quais são os sentimentos de Bill em relação ao pai hoje em dia? 'De certa forma, eu não tenho', disse ele. - Só o vejo como um completo estranho. Parece que eu não tenho pai.

Tudo isso pode mudar no futuro, se a condenação por assassinato de Avery for anulada pelos esforços de seu novo advogado, Kathleen Zellner, que é bem conhecido por reverter condenações injustificadas. 2018'sFazendo um Assassino: Parte 2concentrou-se em suas tentativas de provar a inocência de Avery. Segundo a amiga e ex-noiva de Avery, Sandy Greenman, é apenas uma questão de tempo, como ela disse aoCorreio diário'Kathleen tem 100% de certeza de que o libertará.'