A verdade não contada de Roseanne



The cast of Roseanne De Brian Boone/3 de fevereiro de 2018 13:39 EDT/Atualizado: 4 de abril de 2018 12:52

Roseanne foi uma revelação quando apareceu no ar em 1988. Estrelando o comediante de stand-up e a auto-proclamada 'deusa doméstica' Roseanne Barr, também conhecida como Roseanne Arnold, também conhecida como Roseanne, o programa foi um dos primeiros a descrever o caminho milhões de americanos reais vivem - com problemas financeiros, crianças irritantes e situações que não são resolvidas em 22 minutos. Ele dominou as classificações de TV nos anos 80 e 90, fez grandes estrelas fora de Barr, John Goodman, Sara Gilbert, Johnny Galecki e Laurie Metcalf, fizeram malabarismos com dois Beckys ... e voltam à TV em 2018. Veja aqui os bastidores deste seriado estrondoso..

O show foi concebido antes de Roseanne ser escalada



Roseanne Barr Getty Images

No final dos anos 80 e início dos anos 90, era comum criar um show em torno de um stand-up, como The Cosby Show,Seinfeld, ou Tim Allen Melhoria Home. Roseanne certamente parece que foi baseado no ato de Roseanne Barr, uma esposa e mãe que brincou sobre esse estilo de vida no palco, mas ela foi escalada para um papel que os produtores de TV Marcy Carsey e Tom Werner já haviam concebido.

“A maneira como desenvolvemos programas é ver o que não está na televisão e o que deveria ser. O que não estava acontecendo na época era algo sobre uma mãe que trabalhava. Carsey disse ao Arquivo de Televisão Americana. 'Sabíamos que precisávamos de uma presença alta, interessante, única e direta, para levá-la ao extremo mais ultrajante do espectro'. Werner sugeriu um comediante que eles haviam visto (e apreciado) em O show desta noite: Roseanne Barr.



A estrela vs. o criador



Roseanne Barr

Quando Roseanne entrou em produção, não foi chamado Roseanne- o script piloto foi chamado Vida e outras coisas, e Matt Williams, o cara que o escreveu, pretendia que o programa fosse uma 'peça de conjunto' sobre a qual ele pudesse ter algum controle, em oposição a um veículo para Barr, mesmo que sua voz cômica tenha influenciado fortemente a série. O último éexatamente o que Barr queria (e conseguiu), iniciando assim uma amarga luta pelo poder entre ela e Williams, a escritora-chefe do programa e co-produtora executiva.

Em dezembro de 1988 - no meio de Roseanneprimeira temporada de Barr - Barr ameaçou sair do programa depois que 13 dos 22 episódios encomendados foram concluídos ... a menos que Williams entrasse em cena. Williams pegou a bota, mas as pessoas que trabalharam no programa disseram ao Los Angeles Times que produtores quase Deixou Barr andar porque ela alegadamente começaria a se apresentar com raiva no set, trancaria-se em seu camarim ou deixaria o estúdio a qualquer momento. Produtores e escritores descobriram que se e quando Roseanne fosse embora Roseanne, eles apenas reconfigurariam para ser uma vitrine para John Goodman.

A estrela vs. os escritores



Roseanne Barr

Por quê foi Roseanne um show tão bom? Ele tinha ótimos textos, e isso pode ter acontecido porque Roseanne Barr (e mais tarde, seu marido e parceiro criativo, Tom Arnold) pressionaram muito os escritores. Depois que a equipe do programa terminava um roteiro e o elenco fazia sua leitura inicial, Barr teria reescrito o roteiro. Isso injetou muito medo, ressentimento e outras emoções negativas na sala dos roteiristas, que Barr mais tarde atribuiu (viaEntretenimento semanal) para escritores com 'muitos problemas emocionais'.

Depois de observar que seus escritores 'riam apenas das piadas que escreveram' nas leituras, Barr teria atribuído números a cada membro da equipe e só se referia a eles pelo número designado. Roseanne escritora Amy Sherman-Palladino, que iria criar programas aclamados comoGilmore Girls e A maravilhosa Sra. Maisel, disse que seu apelido era '2'.

'Os escritores não acharam engraçado', disse Sherman-Palladino. Entretenimento semanal. 'Sempre que você disser a alguém, 'eu não vou aprender seu nome, aqui está o seu número', você está diminuindo o valor deles.' Roseanne escritor e futuro Buffy, a Caçadora de Vampiros o criador Joss Whedon chamou o cenário de 'um ambiente brutal'.

Muitos DJs!



Michael Fishman Getty Images

Michael Fishman não foi o primeiro ator a interpretar o terceiro filho de Conner, D.J., nem foi o primeiro ator considerado. Os produtores quase foram com outro candidato forte, um jovem muito talentoso chamado Macaulay Culkin (que passou a estrelar o sucessoSozinho em casa filmes), antes de decidir Sal Barone (que agora trabalha como homem som.)

Barone interpretou D.J. no piloto, mas não deu certo, então Roseanne Barr teve sua primeira escolha, afinal. 'Eu queria Michael Fishman porque ele se parecia com minha família', ela disse. Entretenimento semanal.

Roseanne teve um desenho animado no sábado de manhã

As grandes redes de TV não apenas deram aos comediantes de stand-up seus próprios seriados nos anos 90, mas também lhes deram shows de desenhos animados na manhã de sábado. Louie Anderson tinha Vida com Louie, Howie Mandel tinha Mundo de Bobby, e em uma extensão da popularidade de Roseanne, Roseanne Barr tinha Pequena Rosey. Nisto Roseanne-meets-Muppet Babiescuriosidade de 1990, Little Rosey, de 8 anos, junto com Tess (sua irmã, uma aproximação de Jackie) e Buddy (seu amigo, claramente um substituto de Dan Conner), lutaram contra problemas cotidianos de crianças pequenas, como pais rigorosos e tarefas escolares difíceis.

Barr não expressou a versão infantil de si mesma - atriz Kathleen Laskey causou uma impressão impressionante - apenas estridente, parecendo mais uma criança. Embora Barr afirmasse que o programa era o único no ar na época com uma protagonista feminina e que 'boas classificações' A ABC cancelou-o após apenas 13 episódios.

Roseanne dirigia uma lanchonete de carne solta na vida real



Loose meat sandwich Shutterstock

Ao longo de Roseanne, Roseanne Conner trabalhou em uma variedade de empregos de última hora. Ela trabalhava em todos os lugares, de uma fábrica de plásticos a um salão de beleza e uma lanchonete no meio de um shopping antes de ela e Jackie (Laurie Metcalf) usarem os US $ 10.000 que sua mãe deu a cada um deles e abrirem a loja. Lanford Lunch Box. Uma cafeteria e lanchonete, a especialidade da casa era um sanduíche de carne solta. É um favorito regional no Centro-Oeste, mas Roseannedeu atenção nacional.

Semelhante a um Sloppy Joe, é uma pilha de pedaços de carne moída temperada e talvez algumas cebolas, picles e uma fatia de queijo americano, servidos em um pão de hambúrguer. Em 1992, a vida imitou a arte de Barr e seu marido, colega comediante Tom Arnold, quando eles abriramRoseanne e Tom's Big Food Diner na pequena Eldon, Iowa. A especialidade da casa: o Cheezy Loose Meat Sandwich - ou pelo menos esse foi o grande atrativo até 1994, quando o local desligarlogo depois que seus proprietários se divorciaram.

Foi um dos primeiros shows com personagens abertamente gays

Televisão, mesmo a TV em rede, é muito mais diversa do que era no início dos anos 90. Atualmente, existem dezenas de personagens gays, lésbicas e transgêneros nos programas de TV, refletindo o mundo real. Mas durante RoseanneA primeira vez que a série foi exibida, sempre que um programa de tela pequena, particularmente uma série em rede, apresentava um personagem gay ou uma história, era uma notícia enorme e controversa. Roseanne ajudou a normalizar caracteres LGBT na televisão.

O chefe de Roseanne, Leon (Martin Mull), era abertamente gay, e ele se casou com seu parceiro, Scott (Fred Willard), em um episódio do programa. Nancy (interpretada por Sandra Bernhard) foi uma das primeiras personagens lésbicas da comédia na TV americana. Outro personagem (interpretado por Mariel Hemingway) beijou Roseanne em um bar gay durante um episódio de 1994 que a ABC inicialmenterecusou-se a ir ao ar.


juanita jordan

A longa perda de Roseanne



Roseanne Barr Getty Images

RoseanneA longa e estelar corrida terminou com algumas notas estranhas. No temporada final do show, a narrativa deu uma volta completa de 180 graus quando os Conners ganharam na loteria e experimentaram aventuras e problemas de pessoas ricas. O final da série virou o roteiro novamente, revelando que muitos eventos da série não haviam realmente 'acontecido' com Roseanne Conner, mas eram coisas que ela havia escrito para um livro. Por exemplo, a família realmente não ganhou na loteria, Darlene (Sara Gilbert) se casou com Mark (Glenn Quinn), não com David (Johnny Galecki) e, o mais chocante de todos, Dan morreu de ataque cardíaco que sofreu no casamento de Darlene.

É um final de microfone, mas a televisão não estava pronta para deixar o programa que havia ganhado tanto dinheiro na rede nos últimos nove anos, então em 1997, pouco antes do final da série, a produtora Carsey-Warner envolvido em conversas com ABC sobre um spin-off ou continuação de Roseanne, explorando a vida dos personagens sobreviventes em suas situações 'reais'. A ABC supostamente recuou depois que o preço pedido pela Carsey-Warner estava muito alto, e o projeto desmoronou.

O avivamento está em obras há anos



Roseanne Barr and John Goodman Getty Images

Roseannefez seu tão anunciado retorno à TV em março de 2018, ocupando seu lugar entre outros programas de TV antigos / novos, comoWill & Grace, Arquivo X, Twin Peaks, MacGyver, e mais. Mas se Roseanne Barr tivesse agido em alguns comentários que fez a um repórter há uma década, seu programa poderia ter iniciado a atual moda de renascimento da TV.

Em 2009, Barr contou a Tanner Stransky sobre Entretenimento semanal o que ela pensava que cada um dos personagens principais do programa faria em uma década. 'DJ teria sido morto no Iraque', disse ela, e a família 'teria perdido a casa'. Quando Stransky pediu informações sobre Jackie, Becky, Darlene e o resto, Barr disse: 'Sua pergunta é propriedade intelectual que pode ser desenvolvida mais tarde, então não quero entrar nisso'.

Embora ainda não se saiba se alguma dessas previsões se concretizou, foi revelado que alguns eventos do final da série - particularmente a revelação de que Dan havia morrido - podem ser abandonados. Dan Conner é aparentemente vivo e bemno mundo do programa ... ou pelo menos, ele estará presente de alguma forma na reinicialização.

Como o bebê Jerry foi feito



Roseanne era uma comédia inovadora, mas de muitas maneiras também era um produto do seu tempo e, como muitas outras comédias familiares das décadas de 1980 e 1990, Roseanne procurou injetar nova vida na série, adicionando um novo bebê ao programa. (Laços familiares fez isso Dores de crescimento fez isso Casado com filhos fez isso ...) Sempre o reflexo da realidade, no entanto, Roseanne escritores criaram o personagem de Jerry Garcia Conner porque Roseanne ficou grávida na vida real.

De acordo com Fio dental de menta, Roseanne Conner anunciou que estava grávida de seu quarto filho durante a temporada 1994-95, pouco antes de Roseanne Barr conceber por fertilização in vitro. No programa, os Conners descobrem que seu quarto filho é uma menina, mas quando o bebê nasce, ela é ele - porque o bebê real de Barr (Buck) era um menino.

Barr também teria nomeado o personagem em homenagem ao vocalista do Grateful Dead, Jerry Garcia, que havia acabado de falecer, mas essa conexão Dead existia antes da morte do roqueiro. Barr disse Variedade que o plano original era fazer Roseanne Conner dar à luz em um show do Grateful Dead.

A brincadeira marxista de George Clooney



Getty Images

Nada contra o sempre fantástico John Goodman (que passou a atuar em O Grande Lebowski, Argo, e Monstros SA.) e Lady Bird Laurie Metcalf, indicada ao Oscar, mas a maior estrela a emergir de Roseanne é sem dúvida George Clooney. O homem ganhou vários Oscars, possui algum lugar na área de um bilhões de dólarese é casado com um dos mulheres mais bonitas e talentosas do mundo, mas nos anos 80 ele era apenas um ator lutador que principalmente ganhou a vida com spots de TV, séries de curta duração e um papel nos últimos dois anos de Os fatos da vida.

De 1988 a 1991, Clooney teve um papel recorrente em Roseanne como Booker Brooks, capataz da fábrica de plásticos onde Roseanne e Jackie trabalham. Apesar de não ser um membro principal do elenco, Clooney se sentiu em casa o suficiente para fazer brincadeiras no set. Barr disse A conversa (através da Us Magazine) que, depois de uma festa do elenco pós-gravação encharcada de bebida uma noite, Clooney tirou uma foto muito especial de seus órgãos genitais, enfeitada com os novos óculos Groucho Marx. Onde a foto acabou?

De acordo com Barr, na geladeira da família Conner! CSara Gilbert, o astro, lembrou-se daquela foto. 'Acho que pensei que era apenas um bicho de pelúcia!' ela disse. Após cerca de dois dias no set, a imagem desapareceu misteriosamente, para nunca mais ressurgir.

O show quase foi cancelado em 1995



Getty Images

Nos últimos anos de Roseanne, A carreira de John Goodman no cinema, juntamente com a lendária tensão no set, levou o ator a dar seu aviso.


aparelho marrom millie bobby

De acordo com informações da TV Bill Carter de O jornal New York Times, Goodman informou os executivos da ABC em outubro de 1995 - no meio de Roseanneoitava temporada - que ele terminou o show para sempre. Goodman supostamente desistiu apenas um dia depois que Roseanne ameaçou desistir também, embora Carter tenha dito que 'ameaças de abandonar a série foram quase um evento anual no Roseanne conjunto.'

No entanto, era a primeira vez que Goodman manifestava seu descontentamento - ele geralmente ficava acima da briga. Goodman e os executivos da empresa resolveram tudo, e ele finalmente voltou à série, que durou até a primavera de 1997. De acordo com Carter, os executivos consideravam desligar a produção em Roseanne inteiramente se Dan Conner não fosse mais fazer parte disso.

ABC estava politicamente motivado a reiniciar o programa



Getty Images

Muitas pessoas ficaram chocadas em novembro de 2016 na manhã seguinte à eleição de Donald Trump para presidente dos Estados Unidos. Uma das principais narrativas foi que Trump ganhou por causa do forte apoio nas áreas da classe trabalhadora e do `` colarinho azul ''. De acordo comO jornal New York Times, cerca de uma dúzia de executivos da rede ABC realizou uma reunião de emergência em Burbank, Califórnia, naquele dia para tratar desse bloco de votação aparentemente negligenciado - porque também era um grande segmento da audiência de televisão cujas necessidades e desejos a ABC percebeu que não havia abordado.

'Passamos muito tempo procurando vozes diversas em termos de pessoas de cor e pessoas de diferentes religiões e até pessoas com uma perspectiva diferente de gênero', disse o presidente da ABC, Channing Dungey, referindo-se a programas comoFresco fora do barco e Anatomia de Grey. 'Mas não estávamos pensando o suficiente sobre a diversidade econômica e algumas das outras divisões culturais de nosso país'.

Ao fazer um brainstorming de soluções para o problema - para recuperar o maior número possível de espectadores alienados - alguém teve a ideia de reiniciar Roseanne,um dos shows mais famosos e populares já feitos sobre a classe trabalhadora no Centro-Oeste. Esse plano funcionou. No primeiro episódio do novo Roseanne,os personagens discutem abertamente sua insegurança econômica e como isso afetou em quem eles votaram. Esse episódio estreou em classificações massivas, particularmente em cidades não costeiras da América Central, como Tulsa, Cincinnati, Pittsburgh e Chicago.