A verdade não contada do ator de Nanny McPhee, Raphael Coleman



Raphael Coleman Gareth Cattermole / Getty Images De Jamie Primeau/18 de fevereiro de 2020 às 17h17 EDT

O mundo jádespediu-se de várias celebridades em 2020- variando de lenda do basquete Kobe Bryant para Ator indicado ao Oscar Kirk Douglas. Em 6 de fevereiro de 2020, Nanny McPhee Raphael Coleman morreu aos 25 anos, de acordo comCNN. Embora você provavelmente reconheça Coleman de seus dias de estrela infantil britânica, ele passou da atuação para uma carreira focada no ativismo, além de estudar e proteger a vida selvagem.

A mãe de Coleman, Liz Jensen, anunciou sua morte Twitter. 'Descanse em paz meu amado filho Raphael Coleman, também conhecido como Iggy Fox', escreveu ela. Ele morreu fazendo o que amava, trabalhando pela causa mais nobre de todas. Sua família não podia estar mais orgulhosa. Vamos comemorar tudo o que ele conquistou em sua curta vida e valorizar seu legado. Jensen também postou um follow-up twittar, agradecendo a todos por todas as suas 'belas homenagens' ao filho. PorCNN, O padrasto de Coleman, Carsten Jensen, compartilhou no Facebook: 'Raph não era meu filho, mesmo que eu estivesse perto dele. Mas eu posso sentir isso sozinho. Vejo isso nos olhos da mãe dele e a voz dela, a perda irreversível da coisa mais preciosa da vida. Ele também mencionou que Coleman 'entrou em colapso sem problemas de saúde anteriores' durante uma viagem.

Vamos dar uma olhada no que Coleman realizou na tela e além.



Raphael Coleman sabia que não queria agir para sempre



The Nanny McPhee cast Amazon Prime Video

A estréia como ator de Raphael Coleman foi em 2005Nanny McPhee, onde ele estrelou ao lado de Emma Thompson e Colin Firth. O diretor Kirk Jones refletiu sobre o trabalho com Coleman em umEUA hoje entrevista após sua morte. 'Lembro-me dele quando criança de 9 anos e, inicialmente, para mim foi o que perdemos no fim de semana passado, mas depois de ler mais sobre ele, fiquei surpreso e incrivelmente orgulhoso do que ele havia conseguido quando adulto', disse Jones. `` Muitas crianças atores mantêm sua ambição de se tornarem 'famosas' e sonharem com o estrelato, mas para Raph, suspeito que a atuação seja apenas um trampolim, um processo de aprendizado que o levaria a fazer seus próprios filmes e a assumir um papel muito mais importante e admirável. viagem na idade adulta, longe da frágil pretensão de agir.

Em outubro de 2005, Coleman, de 11 anos, conversou comBBC's CBBCsobre entrar no personagem paraNanny McPhee.'Não foi tão fácil para mim, porque eu tive que agir como se fosse um professor de 40 anos preso no corpo de um menino de sete anos e não sou assim.' Quando perguntado se ele queria continuar atuando, ele respondeu: 'Não realmente não'. Per Coleman's IMDb, ele teve três outros papéis de ator, todos em 2009:Está vivo,O quarto tipoe um curto chamadoAgitação de Edward, onde ele interpretou o personagem-título.

Ele estudou zoologia e mergulhou em seu trabalho



Raphael Coleman celebrating his graduation in the jungle Instagram

Raphael Coleman estudou zoologia na Universidade de Manchester, por sua LinkedIn. No entanto, como ele explicou em Instagramem agosto de 2017, ele pulou sua cerimônia de formatura por um motivo muito bom. 'Não trabalhei em minha mente até o limite por quatro anos, para poder escrever o nome de uma instituição de prestígio no meu currículo, ter uma qualificação' respeitável 'e certamente não o fiz para que pudesse pagar por o prazer de receber um rolo de papel chique usando roupas estranhas ', escreveu Coleman. Em vez disso, ele foi ao México para uma expedição de pesquisa em conservação e teve uma 'graduação improvisada' na selva.

Em outras palavras, ele já estava usando bem esse grau. “Em vez de seguir as tradições, prefiro celebrar a conclusão do curso, continuando a fazer o que amo e amando o que faço. Entre estar aqui e participar da cerimônia em casa, não havia dúvida em minha mente onde eu deveria estar '', escreveu Coleman. Ele fechou o posto prometendo continuar documentando suas aventuras na vida selvagem. Seu feed IG foi inundado com fotos de chitas de bebê, recifes de coral, e muito mais.

Raphael Coleman mudou seu foco da ciência para o ativismo



Raphael Coleman, aka Iggy Fox Instagram

Em um post publicado em 7 de fevereiro de 2020 - um dia após sua morte, Raphael Coleman (também conhecido como James 'Iggy' Fox) explicou por que ele mudou seu foco para o ativismo - ou como ele chamava, se rebelando. Na postagem, intitulada'É por isso que eu me rebelo'ele escreveu: 'Depois de sete anos estudando, pesquisando e protegendo a natureza como conservacionista da vida selvagem, parei o trabalho de campo e adiei um mestrado para me rebelar em tempo integral', escreveu ele no site da Extinction Rebellion. 'Porque não importa quantas pesquisas eu fiz, quantos ninhos de tartarugas protegi ou quantos jovens eu ensinei sobre' sustentabilidade ', os mares continuavam subindo, as florestas continuavam queimando, o plástico continuava entupindo as praias e nossos dados mostravam que a vida selvagem estava sendo dizimada ... percebi que, como ativista, minha voz podia ser muito mais influente do que como cientista.

De acordo com o site,Rebelião da Extinçãoé 'um movimento internacional que usa desobediência civil não violenta na tentativa de impedir a extinção em massa e minimizar o risco de colapso social'. No topo do post de Coleman, a organização observou que ele lutou muito pela causa, especialmente pelos direitos indígenas. Iggy era uma alma ardente e brilhante e sentirá muita falta de todos nós.

Ele foi preso por protestar contra uma 'emergência ecológica e de direitos humanos'



Raphael Coleman, aka Iggy Fox Instagram

Raphael Coleman deu tudo de si para apoiar as causas pelas quais era mais apaixonado. Por Data limite, Coleman foi preso por participar de um protesto ambiental na Embaixada do Brasil em Londres em 13 de agosto de 2019. Ele escreveu sobre a experiência em umArtigo da Extinction Rebellion. Não quero ir para a prisão, mas enfrentarei o que for preciso. Minhas ações não são sobre sacrifício ou prisão por causa disso - ele disse. “Conhecendo a ciência, não tenho escolha a não ser dizer a verdade, e manter minha moral diante dessa verdade. Não vou ficar parado vendo o mundo queimar.

Coleman disse que ele e mais cinco pessoas foram presas por 'tomarem medidas não violentas para destacar uma emergência ecológica e de direitos humanos. Fizemos isso quando duas mil mulheres indígenas marcharam em Brasília para defender suas vidas e terras, e três dias após os Dias do Fogo, quando milhares de incêndios foram acesos para limpar terras desmatadas na Amazônia. ' Nesse mesmo post, ele escreveu: 'Estou me rebelando apaixonado por este mundo e pela natureza'.

Coleman era um homem em uma missão, e é de partir o coração que seu tempo foi muito curto. Suas palavras e seu legado continuarão vivos. Como ele disse em um Postagem no Instagram: 'Algumas pessoas desejam poder, fortuna, fama ... Eu só queria estar em uma árvore em algum lugar com pessoas boas.